top of page

Lya Luft, um legado de criatividade

Atualizado: 7 de jan. de 2022

Hoje, o Brasil, o mundo e o nosso imaginário se despedem dessa extraordinária mulher de visão única e mente criativa que lhe deu as condições necessárias para inundar os seus livros e nossas memórias com personagens complexos, densos, melancólicos e divertidos. Personagens surgidas da criatividade de uma pessoa que, mesmo perante suas fragilidades, não têm medo de viajar e, durante estes passeios pelo mundo da imaginação, lançam luzes a um universo profundo.

Escritores, artistas, cientistas nunca morrem, porque seus legados ficam. Eles apenas deixam de existir materialmente entre nós, enquanto suas obras e invenções permanecem eternas.


Lya Luft, uma vez, em entrevista, disse:

— Eu era uma criança de muita imaginação. Não tinha um amigo imaginário, mas uma família inteira, todos pequeninhos. Sentava no peitoril da janela no meu quarto e conversava com eles. Todos de verde, com gorrinhos. Provavelmente, tirei essa imagem de um livro. Mas, para mim, eram reais.


Adultos criativos, como já falei aqui muitas vezes, são aqueles que não esqueceram ou abandonaram a sua criança imaginativa e, ao longo da vida, foram conferindo à ela novos contornos e qualidades. Mas, sobretudo, fortaleceram a coragem de agir. Transformaram a imaginação em ação criativa. Aceitaram o grande desafio de ser o destino para que fomos criados e ousaram, mesmo diante do medo, da fragilidade e do incerto.


Afinal, para o que você acha que fomos criados? Apenas para sobreviver, acasalar, se alimentar, produzir para o sistema e consumir? Se assim fosse, viríamos destituídos da capacidade de imaginar e de um corpo apto para agir de maneira complexa. E, como nos fala a Lya, estamos a cada dia criando, mesmo sem nos darmos conta. Porque, na verdade, essa é a nossa matriz humana. Então, nunca duvide da sua capacidade criativa e pense bem no que você vem criando para você mesmo, para os que estão ao seu lado e para o mundo.


Vá em paz, querida Lya, e muito obrigada por deixar a nossa Terra mais fecunda, rica e criativa. Gratidão!

"Poderás enfim amar, rendendo-te aquilo que te aflora com suas asas" (Todos esses anjos, Lya Luft. 1938 - 2021).



Posts recentes

Ver tudo
Post: Blog2_Post
bottom of page